REDES SOCIAIS
BUSCA DE NOTÍCIAS
Carregando
NOTÍCIAS
Lançamento oficial da Campanha da Fraternidade 2018 - 14/02/2018
A promoção da cultura da paz e a superação da violência: com este objetivo a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) abre oficialmente nesta quarta-feira de cinzas, 14/02, a Campanha da Fraternidade (CF) 2018. O tema oficial é “Fraternidade e Superação da Violência” e o lema “Vós sois todos irmãos” (Mt 23,8). O evento que marca o lançamento acontecerá na sede provisória da entidade em Brasília (DF), a partir das 10h, com transmissão ao vivo pelas emissoras de televisão de inspiração católica.
Os números alarmantes revelados pelas pesquisas sobre a violência crescente, além da própria sensação de insegurança que vive a população em muitas regiões do país, mostram a necessidade de reflexão do tema. O estudo mais recente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) traz os dados da violência de 2015, e mostram a necessidade de um maior comprometimento das autoridades políticas e da segurança pública em torno de um pacto contra os homicídios. O próprio relatório afirma que é preciso substituir o discurso vazio e de ações midiáticas que nada resolvem, por ações de coordenação, planejamento e gestão.
O Atlas da Violência 2017, produzido pelo Ipea, indica a necessidade de aprimorar o controle do uso de armas no país, além de revelar o perfil da maior parte das vítimas da violência: homens, jovens, negros e com baixa escolaridade. No entanto, também é alarmante o número de vítimas de outras categorias, como mulheres: em 2015, 4.621 mulheres foram assassinadas no Brasil, o que corresponde a uma taxa de 4,5 mortes para cada 100 mil mulheres. O próprio relatório recorda, no entanto, que este número representa uma pequena ponta do iceberg, já que as mulheres também são vítimas de outras formas de violências (física, psicológica e material) que são motivadas por uma cultura patriarcal e que passam invisíveis aos olhos da sociedade.
“O esquecimento do mandamento do amor e da ética gestam e despertam violência. Os descaminhos, no entanto, podem ser superados com a volta às origens, com a reconciliação e a misericórdia. Somos chamados à superação da violência, pois somos filhos e filhas de Deus”, afirma o secretário-geral da CNBB, dom Leonardo Steiner. “A superação da violência, condição para uma sociedade e cultura da paz, exige comprometimento e ações envolvendo a sociedade civil organizada, a Igreja e os poderes constituídos para a formulação de políticas públicas emancipatórias que assegurem a vida e o direito das pessoas em uma sociedade e cultura de Paz”, diz o secretário executivo de CF, padre Luís Fernando da Silva.

Outras Notícias
Dia de jejum e oração pela Paz: acolher e vivenciar essa proposta do papa F
Sexta-Feira, 23 de Fevereiro de 2018
VER MAIS
Bispos referenciais preparam 4ª Semana Brasileira de Catequese
Sexta-Feira, 23 de Fevereiro de 2018
VER MAIS
Restrições no atendimento religioso nas prisões brasileiras
Sexta-Feira, 23 de Fevereiro de 2018
VER MAIS
Rezemos com o Papa pela paz no mundo
Sexta-Feira, 23 de Fevereiro de 2018
VER MAIS
A força do jejum e da oração na superação da violência
Sexta-Feira, 23 de Fevereiro de 2018
VER MAIS
O sentido das Cinzas que recebemos no início da Quaresma
Quarta-Feira, 14 de Fevereiro de 2018
VER MAIS
“Dar o que puderdes para ajudar os irmãos!”, pede o Papa para o tempo da Qu
Quarta-Feira, 14 de Fevereiro de 2018
VER MAIS
Papa envia mensagem aos brasileiros por ocasião da CF 2018
Quarta-Feira, 14 de Fevereiro de 2018
VER MAIS
Papa na Quaresma: oração, esmola e jejum contra os falsos profetas
Quarta-Feira, 7 de Fevereiro de 2018
VER MAIS
O Decanato de Campo Mourão, realizou nesta terça feira dia 06 de fevereiro
Quarta-Feira, 7 de Fevereiro de 2018
VER MAIS
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 PRÓXIMO ARQUIVO DE NOTÍCIAS
DIREITOS RESERVADOS - DIOCESE DE CAMPO MOURÃO - 2012
DESENVOLVIDO POR: